Ex-presidente Lula tem alta de hospital em São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por volta de 15h35 desta terça-feira (1º). Ele estava internado desde a manhã desta segunda para realização da primeira sessão de quimioterapia para o tratamento de um câncer na laringe,diagnosticado no sábado (29).

Do hospital, Lula seguiu para seu apartamento em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

O boletim médico, divulgado pelo hospital, informou que o ex-presidente teve alta às 14h16 e a primeira sessão de quimioterapia não teve “intercorrências”. Segundo o hospital, Lula também fou submetido a exames nesta terça-feira. Na nota, a equipe médica explica que foi colocado, esta segunda, um catéter venoso central na altura do peito do ex-presidente.

Na noite de segunda (31), Lula recebeu a visita da presidente Dilma Rousseff. Ela afirmou que, na conversa com Lula, o ex-presidente “poupou a voz”. Segundo Dilma, ele está “falando baixo” e não fez comentários sobre a previsão dos médicos de que perderá cabelos e barba durante o processo de quimioterapia – veja no vídeo acima.

Em entrevista coletiva na manhã de segunda, a equipe médica afirmou que o tumor de Lula tem agressividade média. “É o tumor mais comum dessa região, tem agressividade clássica dos tumores dessa região. É considerado um tumor intermediário, que tem um crescimento razoável se não for tratado. (…) O tumor foi detectado em um estágio intermediário. Ele é relativamente inicial, mas não tão inicial que dê para resolver com uma pequena cirurgia, mas ele é localizado, para nós isso é muito importante”, disse Paulo Hoff, oncologista da equipe que trata o ex-presidente Lula.

Ainda segundo a equipe, a decisão por fazer o tratamento sem cirurgia foi tomada por ser a mais adequada. Conforme os médicos, a cirurgia está descartada por enquanto.

“Até 20 anos atrás ele seria tratado com cirurgia. Estudos agora mostram que o resultado da cirurgia e da quimio e radio em termos de cura são exatamente iguais. Além de oferecer as mesmas possibilidades de cura [o tratamento com radio e quimioterapia] tem uma possibilidade enorme de preservar a laringe em sua integridade, com preservação da voz”, explicou o cirurgião Luiz Paulo Kowalski

Publicado em curiosidade | Marcado com | Deixe um comentário